Prestação de Contas de 2022 aprovada pela Assembleia Municipal

maio 10, 2023

Dívida Total da Câmara reduzida em mais de 900.000,00 €
2022 - Dívida Total mais baixa dos últimos 17 anos

A Câmara Municipal viu aprovados os documentos da Prestação de Contas de 2022, no passado dia 28 de abril, em Sessão Ordinária da Assembleia Municipal.

O ano de 2022 apresentou-se com uma redução da dívida em mais de 900.000,00 €, sendo a mais baixa em 17 anos.

Apesar da conjuntura vivida devido ao conflito da guerra na Ucrânia e a redução da receita em mais de 50.000,00 € relativamente a 2021, o Município conseguiu ultrapassar os seus efeitos. Manteve a redução de Impostos Municipais para alívio fiscal às famílias (IMI no valor mínimo legal) e realizou investimentos, em diversos setores, na ordem dos 2.353.797,00 €:

  • AÇÃO SOCIAL
    • Apoio à recuperação de habitações degradadas
    • Regulamentos municipais: Cartão Sénior+; Figueiró Cuida+; Benefícios Sociais aos Bombeiros
    • Tarifário Social da Água
  • AMBIENTE:
    • Condomínios de Aldeia “Alge e Ribeira Velha” e “Vale do Rio, Chavelho e Vale do Prado”
    • Beneficiação da Mata Municipal Cabeço do Peão
    • AIGP – Áreas Integradas Gestão Paisagem de Alge e Aguda
  • CULTURA
    • Programação Cultural em Rede/Centro2020 (“Esporo” e “Territórios de Pedra”)
    • “Reabilitação do Clube Figueiroense – Casa da Cultura” (Candidatura a Fundos Comunitários)
  • ECONÓMICO:
    • Espaço “COWORK SONUMA – FIGUEIRÓ CALLS YOU”
  • EDUCAÇÃO
    • Continuidade da oferta dos cadernos de atividades / fichas de trabalho aos alunos dos 1.º, 2.º e 3.º CEB
    • Aquisição de Serviços de Terapia da Fala
    • Aulas curriculares de programação informática
  • OBRAS PÚBLICAS
    • Rua Major Neutel de Abreu
    • Av. Heróis do Ultramar e Dr. Fernando Lacerda
    • Melhoria de Acessibilidades
    • Requalificação do Parque Logístico Municipal
    • CRER-Adaptação do Posto Aquícola de Campelo
    • “Mercado Municipal de Figueiró dos Vinhos – Atrair”
  • SAÚDE
    • Projeto “S@úde+Perto”(parceria com a Fundação Nossa Senhora da Guia, apoiado pelo Portugal Inovação Social – “Parcerias para o impacto”)

 

A apresentação dos documentos demonstrou, ainda, que todos os indicadores orçamentais mostram um aumento das taxas de execução em relação a 2021, cumprindo-se, pela primeira vez, a taxa de execução orçamental da receita (85,85%), aumentando a capacidade de endividamento para um valor superior a 1.184.000,00 €; e baixando o Prazo Médio de Pagamentos de 305 dias para 93 dias (o mais baixo dos últimos 17 anos).

Newsletter

Agenda Cultural pensada para si, com eventos para todas as idades!
Receba, gratuitamente, a programação do mês e cancele quando quiser.

Damos valor à sua privacidade

Utilizamos cookies no nosso website para lhe proporcionar uma experiência mais relevante, recordando as suas preferências e as suas visitas repetidas. Ao clicar em "Aceitar", consente a utilização de TODOS os cookies. No entanto, pode visitar as "Definições de Cookie" no seu browser e permitir consentimento mais ajustado.

         app banner 2




revista