Os Contratos Locais de Desenvolvimento Social de 3ª Geração – CLDS 3G surgem com a Portaria nº 179-B/2015, de junho.

O Programa CLDS 3G tem como finalidade promover a inclusão social dos cidadãos, através de ações a executar em parceria, por forma a combater a pobreza persistente e a exclusão social.

Pretende-se, assim:

  1. Promover a criação de circuitos de produção, divulgação e comercialização de produtos locais e ou regionais de modo a potenciar o território e a empregabilidade;
  2. Promover o desenvolvimento de instrumentos facilitadores tendo em vista a mobilidade de pessoas a serviços de utilidade pública, a nível local, reduzindo o isolamento e a exclusão social;
  3. Promover o desenvolvimento de instrumentos capacitadores das instituições da economia social, fomentando a implementação de serviços partilhados que permitam uma maior racionalidade de recursos e a eficácia de gestão;
  4. Promover a inclusão social dos cidadãos, de forma multissetorial e integrada, através de ações, a executar em parceria, que permitam contribuir para o aumento da empregabilidade, para o combate a situações críticas de pobreza, particularmente da infantil, da exclusão social de territórios vulneráveis, envelhecidos ou fortemente atingidos por calamidades;
  5. Concretizar medidas que promovam a inclusão ativa das pessoas com deficiência e incapacidade, bem como a capacitação das instituições.

As ações a desenvolver distribuem-se por três eixos de intervenção, obrigatórios, que são:

  • Eixo 1 - Emprego, Formação e Qualificação;
  • Eixo 2 - Intervenção Familiar e Parental;
  • Eixo 3 - Capacitação da Comunidade e das Instituições. 

O CLDS 3G Agir Sempre – Figueiró dos Vinhos encontra-se inserido num Território especialmente afetado por desemprego; com situações críticas de pobreza, particularmente a infantil e envelhecido.

Teve início a 2 de novembro de 2015 e terá a duração de 36 meses, terminando em 31 de outubro de 2018.

A Equipa Técnica é constituída por:

  • 1 Coordenadora – Técnica de Serviço Social;
  • 1 Técnica de Serviço Social;
  • 1 Psicóloga;
  • 1 Economista.

O projeto é financiado pelo POISE – Programa Operacional de Inclusão Social e Emprego.


Newsletter